rogeriomarquescosta-versoseprosa
Só quem ama, vive o verdadeiro amor.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Meu Diário
01/03/2021 14h50
ALDRAVIAS - OLHARES

1
enxergar
alcance
além 
visão 
maior 
solidez

Alice Gervason

2.
solidez
qual
tu
olhar
oblíquo 
Capitu

Afonso de Castro Gonçalves

3
Capitu
olhar
lágrima
ressaca
voz
muda

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

4-
muda
beleza 
abóboda
celeste 
observo
êxtase 

Dóris Araújo

5
êxtase
encontros
carnais
depois
somente
olhares

José Almir Loures

6
olhares
fazendo
amor
imaginação
cópula
secreta

MARCO FIETTO


7
secreta
ligação 
sentimento 
forte
elo
íntimo 

CecyBCampos


8
íntimo
conflito 
duelo
razão 
versus
emoção 

Arlindo Tadeu Hagen

9
emoção 
ver
enxergar
pupila
dilatada 
prazer 

Regina Rinaldi

10
prazer
ótica
mensuração
ilusão
realidade
certeza

Rogério Marques

11
certeza
prepotência
talvez
arrogancia
corrompe
sentimentos

Cleusa Piovesan

12
sentimentos
guardados 
relíquias
preciosas
esperando
resgate

Alba Christina


13
resgate
olhares
mistérios
ternura
sementes
veredas

Marisa Pontes


14
veredas
sertão 
verde
olhar 
diadorim
rosa

Dóris Araújo


15
rosa
mulher
flor
goza
colheita
sonhador

MARCO FIETTO

16 

sonhador 
aquele 
que
ama
de
verdade

Henrique Eduardo Ocara-CE

17
verdade
sequência 
complica 
vivência 
poética 
convivência 

Lucy Almeida Maceió AL
 

18
convivência
comunidade
protesto
coletivo
amor
proletário

MARCO FIETTO

19
proletário 
resistência 
luta
campo
sapiência 
vida

Lucy Almeida Maceió AL

20
vida
pandemia
ceifando
falta
consciência
empatia

 José Geraldo Cardoso- Aperibé-RJ

21

Empatia
pato
telepatia
telefone
xilofone
apático

Adriano de Alvarenga Azevedo RJ Brasil

22
apático
corpo
alma
adormecida
vida
apagada

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

23
apagada
chama
ressurge
novo 
amor
brilhando

Arlindo Tadeu Hagen

24

brilhando
estrelas
sol
lua
universo
resplandescente 

Marisa Timponi

25
resplandecente
luz
trilha
sabedoria
visão
enxergar
Rogerio Marques

Publicado por ROGERIO MARQUES SEQUEIRA COSTA
em 01/03/2021 às 14h50
 
01/03/2021 14h43
COLAR DE TROVAS UBT SEÇÃO ITAOCARA

Quem gosta de poesia
e põe sua verve à prova,
pode traduzir seu dia
nos versos da melhor trova. (=de uma boa trova) (1)
José Geraldo Cardoso

Nos versos da melhor trova,                            (2)
com simples sete por quatro,
o pensamento se inova,
como molde de retrato.
Rogerio Marques

Como molde de retrato,      (3)
coisas simples ou tão rara,
meu orgulho é nesse trato,
na Seção de Itaocara.
José Geraldo Cardoso 

Na seção de Itaocara,                   (4)
novas trovas são bem-vindas.
Cada qual é joia rara, 
que juntas formam berlindas.

Afonso de Castro Gonçalves

Que juntas formam berlindas,   (5)
verdadeira carruagem.
Para quem só não viu ainda,
vem da Alemanha essa imagem.

 J. G. Cardoso

Vem da Alemanha essa imagem, (6)
portanto, jamais nazista.
Na trova, fica a mensagem
com ritmo do bom purista.
Rogério Marques

Com ritmo de bom purista,      (7)
donde vem tal Alemanha?
Pois essa gente nazista
mais repete a velha sanha.
Afonso de Castro Gonçalves

Mais repete a velha sanha,      (8)
sem o que tem a dizer.
Fala, sofre, chora e apanha,
mas sem o braço a torcer.
Luiz Carlos da Silva Câmara

Mas sem o braço a torcer        (9)
a Alemanha aqui surgiu
Co'as berlindes só pra ver
origem não do Brasil

 J. G. Cardoso

Origem não do Brasil,            (10)
carimbada a não origem.
D'Alemanha que partiu
o vírus que dá vertigem?

Afonso de Castro Gonçalves

O virus que dá vertigem?            (11)
Maldito, sera, portanto,
tira o cabaço da virgem,
sem dó e sem qualquer pranto.
Rogerio Marques

Sem dó e sem qualquer pranto,   (12)
em tempos de pandemia,
é amar mais do que um tanto,
prazer é só alegria

J G Cardoso

Prazer é só alegria,                          (13)
que, por óbvio, ululante!
Muito prazer -- galhardia, 
alegria triunfante!!!

Afonso de Castro Gonçalves

Alegria triunfante                                 (14)
é ver todos bem felizes,
neste colar delirante,
com nossas trovas raizes.
Rogerio Marques

Com nossas trovas raízes,                    (15)

mui verdades escondidas. 

Tantos são casos felizes,

resgate histórias perdidas.

Luiz Carlos da Silva Câmara

Resgate histórias perdidas,                (16)
sem ter que ouvir o Rogério.
Liberdade a ser ouvida,
sem ter que levar a sério

J. G. CARDOSO - APERIBÉ-RJ

Sem ter que levar a sério,                  (17)
não se faz nenhum negócio.
A trova é ministério,
faz amizade e consócio.  
Rogério Marques

 

 

Publicado por ROGERIO MARQUES SEQUEIRA COSTA
em 01/03/2021 às 14h43
 
28/02/2021 15h44
ALDRAVIA - CORPO E ALMA

1 -
corte
faca
foice
território
nômade
corpo

Marisa Pontes

2-
corpo
doido
chora
perdas
sente 
alma

Rosângela Rossi

3 -
alma
agonizante
mente
agita-se
pensamentos
entrecortados

Cleusa Piovesan

4- 
entrecortados
soluços
homem
sofre
próprios
desatinos 

Dóris Araújo

5
desatinos
mente
confusa 
desesperado 
corpo
padece

José Almir Loures

6
padece
desencontros
emocionais 
carnais 
vida
truncada 

Regina Rinaldi

7
truncada
existência 
carrega
imagens
perdidos
sonhos

Cecy B. Campos


Sonhos
agitados
noites
exclusivas
agitando
ideias

Alba Christina

9
ideias
brotando 
coração 
inquieto
criação 
poética 

Arlindo Tadeu Hagen

10
poética
Imagem
aurora
gravada
mente
coração
Silvia

11

coração
arritmia
avassaladora
paixão
inflamado
espírito 

Dóris Araújo

12
espírito
continua
mil
vidas
mil
mortes

MARCO FIETTO

13
mortes
apagamento
corpos
memória
infinda
fica

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

14
fica
inesquecível 
lembrança 
amigos
perpetuados
memória 

CecyBCampos

15
memória
mistérios
insondáveis
morte
rainha
deusa

Marisa Pontes

16 
deusa
habitante
fala
inconsciente
verdades
ocultas

Rosângela Rossi

17
ocultas
afeições
ternura
angelical
reacende
esperança

Rogério Marques

18
esperança 
olhos 
de
esmeralda
na
turbulência 

Alice Gervason

19
turbulência 
mexidas
agruras
sustos 
saudades
vidas
Maria da Glória

20 

vidas 
longe
esperando
vidas
por
perto

Alba Christina

21
perto
do
coração
corpo
resplende
agradece

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

22
agradece
instantes
reflexivos
vida
viva
potente

Rosângela Rossi

 23 

potente
humano
no
coração 
tem 
amor

Henrique Eduardo‐ Ocara-CE

24

amor
corpo
presente
amor
distante
diferente

Afonso de Castro Gonçalves

25
diferente
passagem
frágil
vazio
corpo
corte

Marisa Pontes

 

 ✨✨✨✨✨

Publicado por ROGERIO MARQUES SEQUEIRA COSTA
em 28/02/2021 às 15h44
 
24/02/2021 21h36
CANAL DA BEATRIZ - YOUTUBE

Publicado por ROGERIO MARQUES SEQUEIRA COSTA
em 24/02/2021 às 21h36
 
22/02/2021 23h47
ALDRAVIAS EM FAMÍLIA

família

união

laços

consanguineos

afetivos

divinos

Rogério Marques de Sequeira Costa

 

II

divinos

pais

filhos

promovem

paz

amor

Dalisio de Sequeira Costa

 

III

amor

união

lar

paz

bênçãos

Deus

Nívea Marques de Sequeira Costa

 

IV

Deus

unção

verdade

carinho

supremo

casamento

Adriano de Alvarenga Azevedo

 

V
casamento
laços
unindo
vidas
destinos
caminhantes

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

VI
caminhantes
indivisíveis 
corações 
apaixonados
laços
Inquebrantáveis

Dóris Araújo

VII

inquebrantáveis
pela

preces
eterna
aliança

Afonso de C.Gonçalves

VIII


aliança 
simboliza
fidelidade 
cúmplice 
olhar
horizonte

Roberto Caroli

IX

horizonte
sempre
aberto
namoro
noivado
casamento

Geraldo Cardoso

X

casamento
ato
voluntário
legítima 
união
cônjuges

Silvia Maria Svereda

XI

cônjuges
laços 
mãos 
dadas
símbolo
eterno

Alba Christina

XII

eterno
comprometimento 
irmãos 
unidos
pais
lembrados

Arlindo Tadeu Hagen

XIII

lembrados
tempos
risonhos
família
animada
fogueira

Dóris Araújo

XIV

fogueira
quintal
lembrança
São João
família
saudade

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

XV

saudade
infância 
vida
segue
amando 
sempre

Roberto Caroli

XVI

sempre
presença
compreensão
ajuda
conselho
união

Silvio Romero R. Tavares

XVII

união
momentos
felizes
flores
sentimentos
mãos

Afonso de C. Gonçalves

XVIII

mãos
braços
abraços
lágrimas
sorrisos
alegrias

Geraldo Cardoso 

XIX
alegrias
alimentam
amores
lares
famílias
corações

Maria Beatriz Del Peloso Ramos

XX
corações
colhem
frutos
amores
perfeitos 
cultivados

Dóris Araújo

XXI

cultivados
afetos
desabrocham
crescimento
familiar
perene

Geraldo Cardoso

XXXII

perene
laço
guardado
fundo
coração
angelical

Afonso de C. Gonçalves

XXIII

angelical

crianças 
sorrisos
aconchego 
canções 
ninar

Lucy Almeida

XXIV

ninar
esperança 
eterna
união
seio
materno

Dóris Araújo

XXV
materno

célula - mater

sociedade

sistema

embrionário

família

Rogério Marques

Publicado por ROGERIO MARQUES SEQUEIRA COSTA
em 22/02/2021 às 23h47
Página 4 de 13
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »